dezembro 03, 2008

Comunicar, no passado recente.



7 comentários:

Anónimo disse...

Lindo! Na actualidade preferem comunicar sentados em frente a um PC, com nome inventado, no msn! Amizades virtuais!!!

Vap disse...

Não fica bem a um anónimo falar de nome inventado, não acha?
Vai ver é porque não tem um Mac e só sabe comunicar anonimamente em PC.

Anónimo disse...

Rsrsrs...atingi o alvo certo!!! Vá lá não responda a provocações!!! Sente-se na sua cadeirinha e começe com a sua historinha...era uma vez...

Vap disse...

"Tadinho"...
Acha que alguém que escreve comece com ç é capaz de provocar alguém?

Anónimo disse...

Vera. Não sejas tão chatinha...nunca deste nenhum erro ortográfico? Quem nunca errou que atire a primeira pedra.

Tentativas Poemáticas disse...

Deixem-se mas é de discussõs porque a publicação da nossa querida Vap é muito séria. Se eles falassem, quantas histórias de felicidade e trsteza nos revelariam aqueles objectos vermelhos!
Porém, o que mais me emocionou foi o marco do correio. Incontáveis as vezes que o meu saudoso pai de lá retirava a correspondência com notícias de amor mas também de dor, como por ocasião da guerra colonial, em que esses marcos abarrotavam de aerogramas. Objectos que poderiam inspirar um extenso texto ou um lindo poema.
Parabéns Vap.
Baijinho.
António

Vap disse...

António, Obrigada pelo seu comentário.
Não imagina como fico contente em saber que alguém compreende a mensagem que tentei passar.
Todo esse mobiliário urbano está carregado de passado, de histórias, de momentos.
Era assim que se comunicava, ainda há bem pouco tempo.
Claro que tais objectos davam para fazer um belo texto.
Porém, nenhum texto meu seria capaz de traduzir aquilo que os mesmos me fazem sentir.
Por isso publiquei só a imagem.
Para bom entendedor...