dezembro 05, 2008

A Cadeira do Alfageme


Algumas destas cadeiras são verdadeiras preciosidades.
Tão preciosas quanto as histórias que têm para contar.
São verdadeiros Mirós do nosso passado.

5 comentários:

direitinho disse...

Estas fotos são muito bonitas e basta olharmos com atenção para recordarmos as vezes que por lá passámos.
- Máquina zero...??
- uma aparadela...??

Vap disse...

Eu, por acaso, por lá não passei.
Mas que as vi muitas vezes, lá isso vi...
E sinto saudades de as ver.
Obrigada pelo seu comentário.

Carlos Alberto Silva disse...

Eu por acaso também por lá não passei mas por razões diferentes da VAP. Este tipo de cadeiras já não existiam no meu tempo. Pois porque com os meus 28 anitos como me posso recordar disto. Hehehe.

Agora a sério. Recordo-me bem de quando miúdo o barbeiro colocar uma tabua pousada de braço a braço de forma a dar altura para poder cortar o cabelo a nós crianças.

O meu avô materno foi barbeiro na tropa, durante a primeira guerra mundial e após ter regressado dela, continuou a cortar cabelos aos sábados aos clientes e amigos que lhe pediam. Recordo-me de ser ele quem me cortava o cabelo durante toda a minha escola primária. A sua cadeira era parecida com esta, tipa uma alavanca manipulada com o pé de forma a rodar a cadeira e uma outra para elevar ou baixar conforme a altura do cliente.
Recordo-me também de clientes que adormeciam na cadeira, principalmente quando ela inclinava as costas e se colocava toalhas quentes na face após o corte da barba. Quanto tempo ....

Obrigado avô Zé. Que saudades tuas.

Obrigado VAP. Conseguiste fazer com que um liquido estranho esteja a escorrer pela minha face abaixo.

...

Anónimo disse...

Reviver o passado...
Recordar marcos importantes da nossa infância...
Lembretes vivos do antigamente, como se fossem actuais...
TUDO sinal que estamos a ficar mesmo velhos...
Felizes? Talvez...
Vera. Aranja foto da cadeira e mesa da escola da nossa infância. Tá?
Obrigado.
Bjs

Vap disse...

CAS:
Líquido estranho?
"Mas se tu sabe que bebe porque te faz mal"?
Só agora percebo a razão de ser da "Trunfa"!
O avó barbeiro não te deixou fazer rastas...
Anónimo:
Sabe que procurei na net uma imagem dessas cadeiras? Mas não encontrei.