outubro 28, 2010

Para sempre

"Amarei para sempre todos os olhares trocados infantilmente"

Amarei para sempre o teu olhar
A tua ternura envergonhada
O teu abraço tímido
O teu beijo desconcertado

Amarei para sempre os momentos
As horas e os minutos
As presenças e as ausências
As alegrias e as tristezas

Amarei para sempre o efêmero
O teu cheiro e a tua quietude
O teu silêncio e a vivência
De sentimento que não conheço


Amarei para sempre tudo
Tu, nós e o nada
Mas principalmente
Amarei para sempre
todos os olhares
que contigo
infantilmente troquei

2 comentários:

tossan® disse...

Enquanto houver a emoção do olhar o sentimento será nobre e a poesia linda como esta.

Anónimo disse...

Profundo e romantico. admiro o sentimento.

Joao Psyqué