novembro 20, 2008

Brasil - 6 Portugal - 2



Ontem, dia 19 de Novembro, os brasileiros festejavam o dia da sua bandeira!

Ontem foi dia especial para as três selecções em campo.
A Brasileira, a Portuguesa e a do Resto do Mundo!
Depois da verdadeira bandeirada da Selecção Canarinha, aos onze vestidos com o equipamento nacional, nada voltará a ser como antes!
O Brasil não podia deixar por menos!
Afinal era o dia da Bandeira!
E, cada uma das Selecções, com o seu golo hasteado, lá carregou a sua.


Dizia o comentador que, desde 1955, que tal não acontecia!
Ora Sr Comentador, de tal, não me lembro, pois que, em tal época remota, ainda nada estava previsto a meu respeito.
Porém, posso dizer com segurança e creio que com o máximo rigor que, como ontem, tal jamais terá acontecido!
É que, ontem, os nossos "Reis", os tais jogadores "melhores" do mundo, fizeram-se acompanhar de uns colegas, a saber:
Deco - Brasil
Pepe - Brasil
Bruno Alves - Brasil (2ª geração)
Danny - Venezuela
Nani - Cabo Verde
Bosingwa - Rep. Dem. Congo
Ronaldo - Madeira (...)
E, por isso, ontem tratou-se de feito inédito! Verdadeiramente único na história da Selecção. E que tenderá a repetir-se dado eles agora jogarem sempre juntos.
Isso tudo sem tomarmos em consideração que, em 2008, a carreira de jogador já é bem paga. Não tanto quanto eles merecem, é certo, mas em 1955, não dava para o gasto. Era, sem dúvida, uma profissão de risco.
As circunstâncias são, pois, muito diferentes!

Por tudo isso, e, à parte o facto de terem sido recebidos como Reis na Terra do Futebol (era mesmo uma piada) e terem dito que Cristiano Ronaldo era o melhor jogador do mundo (ninguém leva banana para a madeira, nem areia para o deserto), considero que os onze das Quinas estão de Parabéns pela proeza nunca antes conquistada!

E com a simpatia deles, à chegada a terras de Vera Cruz, hão-de ter muitos amigos naquelas e noutras paragens!

De minha parte, Viva o Brasil!

4 comentários:

Carlos Alberto Silva disse...

Cara amiga
Tem de perceber a ironia, que agora parece estar na moda, e perceber a homenagem efectuada pelos portugueses aos seus irmãos brasileiros.

Segundo os Gatos Fedorentos, depois de termos tido cá na nossa selecção nacional, um treinador brasileiro que "deu alegrias" aos portugueses, chegou a hora de retribuir dando aos brasileiros lá uma alegria enorme com um treinador português.

Assim, fica provado mais uma vez a velha máxima económica que de uma crise se deve extrair sempre uma oportunidade e que pelos vistos, na selecção nacional de futebol portuguesa é apenas GANHAR.

E já agora quem sabe se eles não lhe apanham o jeito e começam, para variar, a ganhar. Mesmo.

Vap disse...

Já estava na hora!

Anónimo disse...

cala-te....vai mas ´é para o tribunal!!

Vap disse...

Oh Jorge, já te calavas!
És sempre o mesmo!